Connect with us

9 chaves de UX Design para o Inbound Marketing

Web Design

9 chaves de UX Design para o Inbound Marketing

Você já se perguntou quantas vezes deixou de usar um certo produto porque a experiência promovida era tão confusa que você não conseguia dizer se a empresa vendia parafusos ou softwares ultra modernos? Essa…

Este artigo teve a participação especial da Inbound

 

Você já se perguntou quantas vezes deixou de usar um certo produto porque a experiência promovida era tão confusa que você não conseguia dizer se a empresa vendia parafusos ou softwares ultra modernos? Essa é uma realidade que pode parecer distante, mas nós te asseguramos, ela não é.

E como isso pode ser resolvido? Planejando um espaço otimizado e pensado exclusivamente para oferecer uma experiência positiva ao usuário, propiciando que ele receba informações relevantes de maneira leve e funcional.

 

O que é UX Design?

UX Design refere-se à abreviação de User Experience, uma área que busca entender quem é o usuário de algum produto ou serviço, como ele se comporta, quais são seus hábitos e como melhorar essa experiência. Ou seja, o UX design é tudo aquilo que afeta a interação de um usuário com um produto.

Por exemplo, quando visitamos um site com fácil navegabilidade, conteúdo de rápido entendimento e leitura, então provavelmente ele foi pensado a partir dos ensinamentos promovidos pelo UX design.

E por que um site deve ser desenvolvido estrategicamente para oferecer uma boa experiência? Porque estamos em uma época onde atender as necessidades do consumidor é o principal e mais importante objetivo das empresas.

O marketing por muito tempo foi centralizado no que as empresas representam e como aumentar suas vendas, sendo o consumidor uma parte da estratégia, apenas. Hoje, no entanto, não existe estratégia sem o consumidor.

E quando falamos da era digital, o site torna-se uma ferramenta essencial para atrair, converter e fechar negócios.

 

Você sabia que:

  • Se um site não está otimizado, 79% dos usuários tendem a buscar outro site para suprir suas necessidades. (fonte: Adobe)
  • 96% dos usuários mobile encontraram sites não otimizados para plataformas móveis. (fonte: Google)
  • 48% dos usuários se sentem frustrados quando um site não está otimizado (fonte: Google)
  • 71% dos profissionais de marketing afirma que uma boa experiência de usuário tem um impacto direto nas vendas e engajamento do público. (fonte: Temkin Group)
  • Usuários que desistem de uma compra online culpam desorganização, falta de informação, conexão lenta e design ruim. (fonte: xAd)

 

 

Os benefícios do UX Design junto ao Inbound Marketing

 

Por muito tempo essas duas áreas ficaram distantes. Cada um fazia o seu trabalho, mas aí percebeu-se: ambos têm como objeto principal o consumidor. Assim como o inbound marketing, o UX design determina suas ações e otimizações a partir do persona pré-estabelecido.

Tanto o inbound marketing, quanto o UX design são áreas que buscam resolver os problemas de seus personas, executando uma estratégia que entrega um conteúdo relevante, didático e atraente.

 

Chaves para um UX Design poderoso

 

  • Conheça seu buyer persona

Como falamos o principal objetivo do UX design é proporcionar uma experiência positiva. Por isso, antes de qualquer plano ou ação o ideal é entender para quem você quer falar. Entre as principais informações que você deve ter em mãos estão:

  1. Demográficos: cargo do persona, experiência, nível de educação, idade, gênero, onde mora, entre outras informações comportamentais
  2. Hábitos de compra: Quais são os aspectos mais importantes para o persona? Como ele busca informações sobre algo? Entender o trajeto de compra permitirá que você crie uma estrutura que melhor o atenda
  3. Objetivos: O que seu persona busca realizar? Como isso afetará seu dia a dia?

 

  • Conheça a jornada do seu comprador

Após entender com quem sua empresa irá se comunicar, agora é necessário desenhar o caminho que ele irá fazer para chegar até o seu produto ou serviço e como haverá o convencimento.

Quando você tem isso mente – como cada persona reconhecerá o problema, considerará as possíveis soluções e escolherá uma opção – você pode planejar um site que englobe todas essas fases.

Por exemplo, você pode escolher entre colocar um call-to-action de um Guia recém lançado ou uma solicitação de demonstração de acordo com as necessidades do persona naquele estágio da jornada de compra.

 

  • Menos é mais (sempre) 

Esse é um conceito utilizado por anos e anos, e no UX design não deixa de ser real. Quantas vezes você olhou para uma home e ficou perdido com tanto texto?

Planejar a disposição de cada elemento no website, seja ele texto, imagem, banner ou um CTA é primordial para atrair o persona logo nos primeiros segundos.

Na dúvida, priorize pela frase de menor que passa a mensagem de maneira clara e objetiva do que aquele texto de 400 palavras que apenas afasta o usuário de seu site e consequentemente de sua empresa.

 

  • Tenha uma disposição clara

Quando os jornalistas escrevem, eles buscam seguir uma determinada ordem na disposição das informações: o que é mais relevante deve vir no início do post, seguido das informações complementares.

Quando estiver estruturando seu website busque adotar esse mesmo conceito. Quando visitar um site pela primeira vez o usuário deve ter uma boa ideia do que você faz e sentir-se atraído para continuar lendo.

Uma página com um bom título e subtítulo ajuda a fazer isso, além de que é uma ótima maneira de se manter bem rankeado nos motores de busca, atraindo tráfego orgânico e melhorando a qualificação dos leads que chegam até seu site.

 

  • Seja consistente

Quando um usuário visita o site de uma determinada empresa ele espera ver a mesma consistência no decorrer de todas as páginas, bem como em outros canais de comunicação da empresa, seja online ou offline.

Utilize um determinado número de fontes e estilos. Similarmente, defina uma paleta de cores e imagens que passem a imagem de sua empresa. Ter consistência de discurso e design dá mais credibilidade e permite mais interação do usuário com sua marca.

 

  • Seja fácil de ler

Letras pequenas para serem lidas no mobile. Letras finas no desktop. Áreas cinzas que cobrem metade da página. Quando criamos um site é preciso estar atento a pequenos detalhes negativos como esses que podem afetar toda a leitura do usuário.

 

  • Priorize a navegação do site

Você entra em um website, tenta ir para a área de produtos mas se perde na página de demonstração e em pouco tempo você se pergunta: “o que eu estava procurando mesmo?’

Ter uma navegação clean e otimizada mostra que a empresa tem clara noção das informações que seu persona busca.

 

  • Não seja repetitivo

Um site com boa usabilidade entende as prioridades do usuário (como já exploramos acima), mas quando saber que é o suficiente? As vezes queremos encaminhar tanto o usuário para uma ação que esquecemos ou deixamos de lado um detalhe: a repetição.

Seja algum texto explícito, uma imagem de ilustração ou um botão de ação, todos corremos o risco de passar o limite do aceitável, e quando isso acontece o ideal é ter senso crítico para mudar.

 

  • Alguma coisa precisa se destacar!

Ter um design clean, simples e fácil é  sempre um mandamento que gostamos de seguir, mas se você quer que o usuário sinta-se impressionado é preciso criar um elemento que se destaque – uma imagem com bons contrastes de cor, uma imagem inspiradora ou um texto em negrito e bem exposto. O importante é que esse elemento converse com todo o design que você criou e proporcione uma navegação prática.

Desde o início o inbound marketing teve e ainda tem um objetivo principal: ligar pessoas que desejam sanar algum problema ou desejo às empresas que possuem o serviço ou produto para essa necessidade. Para isso,  a construção de uma estratégia que tem como principal componente um site vendedor e bem otimizado passa pela capacidade e proposta do UX design.

Hoje, essas duas áreas podem ser vistas como complementares, juntas elas podem ajudar a elevar a capacidade de atração, geração e conversão de leads, fechando novos negócios.

Já conhecia o UX design? Conte- nos sua experiência com sites e como você gostaria que eles mudassem.

Comments

comments

Continue Reading
mm

Rui Sousa é um dos fundadores do Canal Digital, um blog/comunidade onde ensina e partilha as suas experiências em marketing digital. Com mais de 6 anos de experiencia na área hoje em dia trabalha como consultor de marketing digital para diversas empresas.

Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Web Design

    Advertisement Enter ad code here

    Top Post

    Facebook

    Top Bloggers

    To Top